Brasileiros acreditam que investir em infraestrutura trará mais empregos

Levantamento exclusivo será apresentado no 15ª Latin American Infrastructure Leadership Forum

Brasileiros acreditam que investir em infraestrutura trará mais empregos

Autor(es)

  • Cliff Young Presidente da Ipsos Public Affairs nos EUA
  • Danilo Cersosimo Diretor, Ipsos Public Affairs, Brasil
Get in touch
usina

Para 65% da população, o Brasil deveria investir mais em infraestrutura para gerar empregos, enquanto 31% entende que investir no setor beneficiará o crescimento econômico em longo prazo. Essa é a principal conclusão da pesquisa Pulso Brasil, realizada pela Ipsos, que será apresentada no 15ª Latin American Infrastructure Leadership Forum, em São Paulo, entre 12 e 15 de setembro.
A pesquisa apurou ainda um descolamento entre a percepção do brasileiro sobre o que é investimento em infraestrutura.  Obras em saúde, como hospitais e postos de saúde, são identificadas por 37% dos entrevistados como infraestrutura, enquanto manutenção de ruas, avenidas e transporte público são mencionados por 28%. Rodovias, aeroportos, portos e ferrovias são mencionados por apenas por 7% dos brasileiros como investimento em infraestrutura.
“Infraestrutura no Brasil é associada àquilo que está presente no cotidiano das pessoas. Por serem áreas deficientes, saúde e transportes são bastante lembrados quando se aborda a questão pelo prisma do investimento”, diz Danilo Cersosimo, diretor da Ipsos Public Affairs, responsável pelo Pulso Brasil.
O estudo também revela que para o brasileiro, o principal responsável por investimentos em infraestrutura é o governo. Apenas no setor de telecomunicações, que passou por um processo de privatização na década de 90, a iniciativa privada aparece como principal responsável (39% setor privado contra 33% do governo).  
Outro dado que chama atenção é que a maioria dos brasileiros tem a percepção de que as empresas de infraestrutura estão envolvidas em práticas de corrupção e de que é impossível o setor fazer negócios no Brasil sem recorrer a essa sistemática. 
“Num contexto de forte desconfiança, essa percepção negativa sobre as práticas do setor é um desafio a mais na discussão dessa agenda de investimentos”, reforça Cersosimo. 
O levantamento sobre a percepção do brasileiro sobre infraestrutura é inédito e faz parte da pesquisa mensal Pulso Brasil. O estudo da Ipsos contou com 1.200 entrevistas presenciais em 72 municípios brasileiros. A margem de erro é de 3 pontos percentuais. 
 

Autor(es)

  • Cliff Young Presidente da Ipsos Public Affairs nos EUA
  • Danilo Cersosimo Diretor, Ipsos Public Affairs, Brasil

Sociedade