Estamos retomando gradualmente nossa coleta de dados F2F [ATUALIZADO]

Confira a atualização sobre a liberação de pesquisas de campo no Brasil.

Autor(es)

  • Anderson Soares Diretor de Operações
Get in touch

Estamos retomando gradualmente nossa coleta de dados F2F. Com os planos de flexibilização que vêm sendo iniciados pelas autoridades em diversas cidades do país, estamos adotando os mais altos padrões de segurança para este retorno. Seguimos os protocolos de higiene considerando as disposições da Organização Mundial de Saúde – OMS  –, bem como as leis federais, estaduais e municipais, e demais normas complementares e regulamentos sanitários. Todas as medidas tomadas visam garantir a segurança e o bem-estar de nossos funcionários, prestadores terceiros e da população entrevistada, para continuarmos oferecendo os nossos serviços com qualidade e responsabilidade.

Nesta página, iremos abordar o nível de flexibilização dos estados, capitais e principais cidades do Brasil. Usaremos como forma de padronização o Plano realizado pelo Estado de São Paulo a fim de organizar os níveis de flexibilização por cores para cada região.
Abaixo segue o fluxo de cores e suas restrições:

ops_semana_2408

Região Centro-Oeste
Cidade: Brasília
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão,  Hospitais, Hotéis,  Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de suspensão de atividades vigorarão enquanto perdurar o estado de calamidade causado pelo Coronavírus. Em 22/05/2020, decretou o retorno das seguintes atividades: (i) cultos religiosos; (ii) shopping centers e centros comerciais, das 13h às 21h (áreas de recreação cinemas teatros e congêneres, praças de alimentação e quiosques deverão permanecer fechadas); (iii) comércio em geral, em horários pré estabelecidos; (iv) parques; (v) atividades coletivas de cinema, teatro e culturais, quando ocorrer em estacionamentos, desde que as pessoas permaneçam dentro de seus veículos; (vi) feiras populareS ; (vii) museus; (viii) parques; (ix) treinamentos dos clubes de futebol profissional.  Em 26/06/2020, voltou a declarar estado de calamidade pública. Em 09/07/2020, suspendeu, nas Regiões Administrativas de Ceilândia e Sol Nascente/ Pôr do Sol, as seguintes atividades: (i) eventos; (ii) atividades coletivas de cinema e teatro; (iii) academias de esporte de todas as modalidades; (iv) museus; (v) parques ecológicos, recreativos, urbanos, vivenciais e afins; (vi) boates e casas noturnas; (vii) shoppings centers, feiras populares e clubes recreativos; (viii) cultos e missas de qualquer credo ou religião; (ix) estabelecimentos comerciais; (x) bares e restaurantes; (xi) salões de beleza e centros estéticos. Em 04/08/2020, decretou a retomada do campeonato brasiliense de futebol. Em 04/08/2020, propôs a retomada das atividades escolares de forma gradual e programada
Goiás
Cidade: Goiânia
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de suspensão de atividades foram prorrogadas até 13/09/2020. Em 29/05/2020, retomou as seguintes atividades: (i) imobiliárias; (ii) mercados públicos municipais; (iii) centros de treinamento de atletas profissionais de times oficiais de futebol; (iv) shopping centers, galerias e centros comerciais; (v) comércio varejista e atacadista; (vi) serviços e profissionais liberais; (vii) cultos, missas, celebrações e reuniões coletivas das organizações religiosas. Em 30/06/2020, instituiu sistema de revezamento de atividades econômicas organizadas para a produção ou a circulação de bens e de serviços, iniciando com 14 (quatorze) dias de suspensão seguidos por 14 (quatorze) dias de funcionamento, sucessivamente.

Mato Grosso
Cidade: Cuiabá
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de suspensão de atividades estão vigorando enquanto perdurar o estado de calamidade causado pelo Coronavírus. Em 20/04/2020, instituiu plano estratégico de retomada das atividades econômicas. Em 27/04/2020, decretou a retomada das seguintes atividades: (i) comércio atacadista; (ii) comércio varejista; (iii) atividades religiosas; (iv) shopping centers, inclusive de praças de alimentação; (v) shopping Popular de Cuiabá; (vi) bares, restaurantes, lanchonetes e congêneres, com atendimento ao público de terça à domingo (e feriados), das 11h às 15h, para almoço e, das 18h30 às 23h, para jantar.
Mato Grosso do Sul
Cidade: Campo Grande
Fase: Laranja

Atividades essenciais: Academias de ginástica, Atividades religiosas, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de Rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e Padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de suspensão de atividades foram prorrogadas até 31/07/2020. Em 09/04/2020 decretou a retomada das atividades serviços de estética e embelezamento. Em 14/04/2020 decretou a retomada das seguintes atividades: (i) galerias de lojas; (ii) food parks. Em 09/06/2020, autorizou a realização de apresentações musicais e qualquer outra manifestação artística em bares, restaurantes, espaços de eventos ao ar livre, excetuando-se casas de shows, boates, casas noturnas e similares. Em 14/07/2020, determinou a paralisação, aos sábados e domingos, de todas as atividades econômicas e sociais não essenciais. Em 30/07/2020, estabeleceu medidas restritivas às atividades econômicas e sociais.

Região Nordeste
Alagoas
Cidade: Maceió
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns; Bancas de jornal; Clínicas médicas; Drogarias; Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: Conforme o decreto, estará permitido em Maceió, a partir da próxima segunda-feira (20), o funcionamento de todos os estabelecimentos das fases vermelha e laranja, além de bares e restaurantes com 50% da capacidade, shoppings centers, galerias, centros comerciais e congêneres, transportes intermunicipais e turísticos com 50% da capacidade, templos e igrejas com ampliação para 50% da capacidade, e lojas e estabelecimentos de rua acima de 400m2 – todos seguindo os protocolos sanitários estabelecidos pelo Estado. Atividades das barracas e restaurantes da orla voltaram a funcionar
Bahia
Cidade: Salvador
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns; Bancas de jornal; Clínicas médicas; Drogarias; Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de prevenção e controle foram prorrogadas até 30/07/2020. Em 19/06/2020, decretou ações regionalizadas de medida de enfrentamento a pandemia para o Bairro de São Marcos até 26/06/2020.Em 23/06/2020, decretou ações regionalizadas de medida de enfrentamento a pandemia, bairros de Imbui e São Cristóvão, de 25/06/2020 a 01/07/2020. Em 08/07/2020, autorizou a realização de treinamentos em clubes profissionais de futebol. Em 15/07/2020, definiu os critérios de reabertura dos setores que tiveram as atividades suspensas, dividida em 3 fases. FASE 1: (i) shoppings centers, centros comerciais e semelhantes; (ii) comércio de rua acima de 200m2; (iii) templos religiosos e igrejas; (iv) drive in; FASE 2: (i) academias de ginástica e similares; (ii) barbearias, salões de beleza e similares; (iii) centros culturais, museus e galerias de arte; (iv) restaurantes, bares e lanchonetes; FASE 3: (i) parques de diversão e parques temáticos; (ii) teatros, cinemas e demais casas de espetáculos; (iv) clubes sociais, recreativos e esportivos; (v) centros de eventos e convenções. Em 23/07/2020, autorizou a implementação da FASE 1 de retomada de atividades suspensas. Em 30/07/2020, autorizou o funcionamento do Mercado Modelo. Em 08/08/2020, autorizou a implementação da FASE 2 de retomada de atividades suspensas. Em 12/08/2020, permitiu que bares e restaurantes localizados em shopping centers e centros comerciais, que possuam acesso independente ou exclusivo funcionem até às 23h

Ceará
Cidade: Fortaleza
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns; Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de prevenção e controle foram prorrogadas até 19/07/2020. Em 31/05/2020, decretou o retorno gradual das seguintes atividades: (i) indústria química e correlatos; (ii) indústria de artigos de couro e calçados; (iii) indústria metalmecânica e afins; (iv) saneamento e reciclagem; (v) energia; (vi) indústrias têxteis e roupas; (vii) indústria de comunicação, publicidade e editoração; (viii) indústria e serviços de apoio; (ix) indústria de artigos do lar; (x) indústria de agropecuária; (xi) indústria de móveis e madeira; (xii) indústria da tecnologia da informação; (xiii) logística e transporte; (xiv) indústria automotiva; (xv) cadeia da construção civil e da saúde; (xvi) treinos de atletas dos clubes de futebol.

Maranhão
Cidade: São Luís
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns; Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: O estado tem reaberto gradualmente as atividades desde maio e não publicou nenhuma medida restritiva neste mês e segue com o distanciamento social controlado. Na capital, São Luís, o governo desativou leitos de UTI nesta semana. 
Art. 1º O item 1.44 do Anexo I da Portaria n.º 042, de 24 de junho de 2020, passa a vigorar com a seguinte redação: “1.44 Fica permitido, a partir da 00h00 do dia 15 de agosto de 2020 retorno de atividades musicais em bares e restaurantes, inclusive localizados em praças de alimentação, galerias e shopping centers, com formação instrumental e vocal de até 02 (dois) integrantes, a exemplo de voz e violão, voz e teclado, violão e percussão ou formação similar, que deverão, além das medidas sanitárias gerais e as constantes deste Decreto, atender as medidas de segurança.

Paraíba
Cidade: João Pessoa
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns; Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: Os municípios foram divididos por bandeiras: vermelha, laranja, amarela e verde. Cerca de 93% dos municípios estão entre a laranja e amarela. Cada bandeira corresponde a um tipo de restrição. Os locais com bandeira vermelha têm as maiores restrições, inclusive de locomoção. A bandeira laranja permite o funcionamento apenas das atividades essenciais, a amarela tem restritas as atividades que representam maior risco para o controle da pandemia. Já a verde permite que todos os setores estejam em funcionamento adotando medidas para o distanciamento social. Escolas, por exemplo, só podem voltar a funcionar na bandeira verde. Em todas as bandeiras, podem funcionar atividades essenciais como restaurantes, com restrições, e lojas comerciais, apenas para delivery. A segunda fase foi liberada, liberando escritórios e profissionais liberais, além dos treinos para atletas profissionais e funcionamento de lojas de materiais de construção e também, será retomada a circulação de ônibus.
Pernambuco
Cidade: Recife
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de suspensão de atividades vigorarão enquanto perdurar o estado de calamidade causado pelo Coronavírus. Em 08/06/2020, decretou o retorno das seguintes atividades: (i) construção civil; (ii) comércio atacadista; (iii) shoppings centers e similares (quando as entregas forem realizadas em ponto de coleta, na modalidade “drive thru”). Em 15/06/2020, decretou o retorno das seguintes atividades: (i) comércio varejista (com controle do fluxo de clientes, em estabelecimentos comerciais de até 200m2, à exceção dos situados em shopping centers ou similares); (ii) estabelecimentos de salão de beleza, barbearia, cabeleireiros e similares; (iii) treinos de futebol profissional, sem abertura ao público. Em 19/06/2020, autorizou a reabertura dos parques, beiras de rio, praia e orla de Boa Viagem e da Ciclofaixa de Turismo e Lazer do Recife. Em 17/07/2020, autorizou a realização de atividades físicas em praias, parques e demais espaços abertos. 
Recife se encontra na etapa 7 de 11, na qual: permite que serviços de alimentação estendam seu horário para as 22h e shopping centers podem funcionar das 10h às 22h. Veja o protocolo. Igrejas e templos também podem aumentar a capacidade de funcionamento. Aquelas que possuem espaço para até 999 fiéis poderão receber 30% da sua capacidade total. Já as instituições com área para mais de mil fiéis poderão funcionar com 20% da capacidade.
Piauí
Cidade: Teresina
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns; Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: A reabertura inicia após lockdown de 4 dias, no dia 6 de julho, começando pelos setores da construção civil, automotivo e clínicas e consultórios médicos. Está previsto uma retomada em 4 fases, a cada fase será liberada aos poucos os serviços começando pelos essenciais e sendo sempre revisões a cada 14 dias. Na segunda etapa está previsto para o dia 14 de Julho abrindo concessionárias e autopeças. Uma das atividades será da educação. A proposta do governo é retornar as aulas nas escolas pública no mês de agosto. O retorno dos professores, alunos e servidores deverá passar pelo crivo do COE.
Rio Grande do Norte
Cidade: Natal
Fase: Laranja

Atividades essenciais: Armazéns; Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: Os planos de retomada começaram essa semana, será de forma gradual em 3 fases. Inicialmente estão na fase vermelha que apenas estão liberadas as atividades essenciais. A fase laranja é identificada como controle, amarelo de flexibilização e verde de abertura parcial ou normal controlado. Todas as etapas deverão ter uma distância de pelo menos 14 dias de uma para outra e as flexibilizações só ocorrerão de acordo com os parâmetros estabelecidos no Plano sejam cumpridos, podendo haver regresso à fase anterior. O estado suspendeu a flexibilização do comércio iniciada na fase laranja, por conta da quantidade de leitos ocupados, só poderá voltar para essa fase caso a ocupação esteja inferior a 70%. Prevista para começar nesta semana, a 2ª fase da reabertura econômica passou para o dia 15 de julho no estado. A capital potiguar manteve a reabertura e restaurantes e grandes lojas reabriram na quarta-feira (8/7). Os treinos de futebol poderão ser retomados também no dia 15 de julho e o campeonato estadual volta em 1º de agosto.

Sergipe
Cidade: Aracaju
Fase: Laranja

Atividades essenciais: Armazéns; Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: A partir do dia 18, estão autorizadas a reabertura de concessionárias de veículos; imobiliárias e similares; comércio de eletrodomésticos, eletrônicos e elétricos, comunicação, informática, equipamentos de áudio e vídeo; comércio de móveis e colchões; e escritórios de engenharia e arquitetura. Porém, no município de Aracaju, essas atividades comerciais previstas deverão observar horários diferenciados de funcionamento, das 9h às 16h, até novo pronunciamento. Pois queremos evitar aglomeração de pessoas nos transportes. Dividido em três fases, a 1ª Fase do Plano é representada pela cor Laranja, a 2 ª Fase pela cor Amarela e a 3 ª Fase pela cor Verde. O plano também especifica as atividades especiais, sem data para retorno definido, como escolas, universidades, creches, teatros, cinemas e eventos maiores, que possam reunir muitas pessoas em um espaço limitado.

Região Norte
Acre
Cidade: Rio Branco
Fase: Laranja

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: Estão autorizados o funcionamento de serviços médicos, indústria em geral (mas mediante agendamento), empresas em cadeiras produtivas de gêneros de primeira necessidade (como alimentos, medicamentos, limpeza, água, gás e combustíveis), supermercados, transporte em rios, restaurantes e oficinas em rodovias lavanderias, borracharias, call centers, bancos e lotéricas, construção civil, hotéis, motéis e serviços de telecomunicação.
Amapá
Cidade: Macapá
Fase: Laranja

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: O governador Waldez Góes prorrogou até o dia 31 de julho as medidas de isolamento contra a propagação do novo coronavírus no estado. O decreto mantém o rodízio de veículos e determina que permaneçam fechados locais que geram riscos de proliferação e aglomeração de pessoas, como shoppings centers e casas de eventos, entre outros. Também não são permitidos agrupamentos de pessoas em locais públicos. Os serviços públicos essenciais – como saúde, segurança e atendimento integrado ao cidadão – permanecem autorizados a funcionar, mas devem ser adotadas medidas para prevenir e mitigar a transmissão do vírus entre servidores e usuários. Com base em um novo instrumento de avaliação, que analisa indicadores da assistência à saúde e situação epidemiológica local, o Amapá apresenta atualmente Nível Baixo, mas está a um ponto de saltar para o Nível Moderado, que indica necessidade de maior distanciamento social.“Caso esse retrocesso ocorra, o estado precisará adotar novamente medidas mais restritivas como a suspensão de atividades não essenciais que já foram liberadas, horários diferenciados e proibição de qualquer evento social ou religioso que gere aglomeração”, diz um informe publicado pelo governo.
Amazonas
Cidade: Manaus
Fase: Verde

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de suspensão de atividades vigorarão enquanto perdurar o estado de calamidade causado pelo Coronavírus. Em 28/05/2020, autorizou o retorno em fases das seguintes atividades, divididas nas seguintes fases: Fase I (a partir de 01/06): (i) igrejas e templos, limitados a 30% de ocupação, e ao período máximo de 1h30; (ii) lojas de artigos esportivos e bicicletas; (iii) lojas de artigos para casa; (iv) lojas de vestuário, acessórios e calçados; (v) lojas de móveis e colchões; (vi) atendimento presencial, médico e odontológico, com agendamento prévio; (vii) joalherias e relojoarias; (viii) comércio de artigos médicos e ortopédicos; (ix) serviços de publicidade e afins; (x) petshops; (xi) lojas de variedades; (xii) agências de turismo; (xiii) concessionárias e revendas de veículos em geral; (xiv) óticas; (xv) floriculturas; (xvi) bancas de revista em logradouros públicos; Fase II (a partir de 15/06): (i) lojas de informática, comunicação, telefonia e materiais e equipamentos fotográficos; (ii) lojas de brinquedos; (iii) livrarias e papelarias; (iv) lojas de departamentos e magazines; (v) comércio de bijuterias e semi-joias; (vi) restaurantes, cafés, padarias e fast-food, para consumo no local; (vii) comércio de cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal; (viii) lojas de eletrodomésticos, áudio e vídeo; (ix) comércio de animais vivos; (x) comércio especializado de instrumentos musicais e acessórios; (xi) comércio de equipamentos de escritório; (xii) escritórios contábeis; (xiii) escritórios de imobiliárias, excetuados os stands de venda; (xiv) assistência técnica de eletrônicos, eletrodomésticos e demais itens; (xv) bancas de jornais e revistas em espaços internos; Fase III (a partir de 29/06): (i) lojas de artesanatos e souvenires; (ii) cabelereiros, barbearias e outras atividades de tratamento de estética e beleza; (iii) comércio varejista de doces, balas, bombons e semelhantes; (iv) academias e similares; (v) stands de vendas de imobiliárias; (vi) comércio varejista de artigos de caça, pesca e camping; (vii) comércio de objetos de arte; (viii) comércio de fogos de artifício e artigos pirotécnicos; (ix) comércio varejista de armas e munições; (x) parques e espaços públicos e atrações turísticas; (xi) feiras do produtor; Fase IV (a partir de 06/07): (i) creches, escolas e universidades da rede privada de ensino; (ii) cinemas, respeitada a lotação máxima de 50% da capacidade. Em 04/08/2020, estabeleceu que igrejas e templos podem permanecer abertos em períodos de calamidade pública, sendo vedada a determinação de fechamento total desses locais. Em 06/08/2020, autorizou o retorno retomada das atividades escolares presenciais, do ensino médio e fundamental, no âmbito da rede pública estadual de ensino

Pará
Cidade: Belém
Fase: Laranja

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: A cada semana, o estado atualiza a situação dos municípios com base no Programa Retoma Pará. A Região Metropolitana de Belém se mantém no nível laranja e decreto municipal publicado nesta semana, autoriza o funcionamento de barracas e quiosque em orlas de praias e balneários nas ilhas e distritos da capital. Praias, balneários e igarapés de Belém seguem fechados.

Rondônia
Cidade: Porto Velho
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: O governo do estado publicou essa semana decreto com novos critérios para aprimorar estratégias do Plano Todos por Rondônia. Rondônia e mais 38 cidades do estado estão na fase 3.
Roraima
Cidade: Boa Vista
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: O Decreto 28.662-E, de 22 de março, que definiu as medidas de isolamento social, segue em vigor no estado, com o fechamento dos serviços não essenciais. Em Boa Vista, a reabertura deve acontecer no dia 20 de julho. A retomada do funcionamento contempla estabelecimentos varejistas, clínicas, shoppings, e bares, salões e outros seguimentos.
Tocantins
Cidade: Palmas
Fase: Laranja

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: O estado aderiu ao Pacto Acre sem Covid que prevê a flexibilização e retomada da economia de forma gradual no estado. As medidas são tomadas a cada 14 dias e a última avaliação foi feita no dia 6 deste mês. A capital acreana, Rio Branco está na fase vermelha e só podem ficar abertos os serviços essenciais. A expectativa é que a partir do dia 20 de julho, a cidade possa reabrir empresas de construção civil, lojas de móveis e eletrodomésticos, informática e shoppings e drive-thru de bares e restaurantes. Os trabalhadores do governo local estão operando na modalidade remota e cumprindo jornada de seis horas. As demais atividades ficam disciplinadas de acordo com o Decreto nº 6.083, de 13 de abril, e o Decreto nº 6.092, de 5 de maio, que trouxeram recomendações às prefeituras sobre as medidas de distanciamento. Entre elas está a proibição de serviços não essenciais a exemplo de shoppings, galerias, bares, restaurantes e feiras. Ficaram fora da recomendação farmácias, clínicas e locais de atendimento médico, entrega de refeições, supermercados, agências bancárias e postos de combustíveis. Para os demais estabelecimentos comerciais, foram indicadas medidas de segurança como o distanciamento em filas e marcação para sinalizar o distanciamento mínimo entre os clientes, manutenção de ambientes arejados, disponibilização de álcool em gel e local para lavagem das mãos, sistema de escala e revezamento de jornada de funcionários, além de fixação de horários especiais para atendimento a idosos. O decreto também obrigou o uso de máscara no estado. Estão fechados parques e unidades de conservação e há restrição de visitas a prisões e unidades socioeducativas e a limitação de eventos de caráteres público ou privado que gerem aglomeração. O transporte público só pode funcionar com metade da capacidade de passageiros sentados. As aulas seguem suspensas no estado.

Região Sudeste
Espírito Santo

Cidade: Vitória
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de suspensão de atividades foram prorrogadas até 31/07/2020. Em 09/05/2020, retomou as seguintes atividades: (i) shopping centers, desde que possuam lojas âncoras, semi-âncoras e/ou megalojas; (ii) shopping center, com a retirada pelo cliente de produtos em área externa do centro comercial por meio de veículo no sistema drive thru, ou a entrega de produtos na modalidade delivery; (iv) estabelecimentos comerciais, galerias e centros comerciais em dias alternados, de segunda à sexta-feira, das 10h às 16h; (v) restaurantes, de segunda a sexta-feira,das 10h às 16h; (vi) escritórios de contabilidade, advocacia, consultorias, corretagem, tecnologia da informação e similares. Em 19/07/2020, autorizou a abertura de parques públicos. Em 10/08/2020, alterou o funcionamento de feiras comunitárias
Minas Gerais
Cidade: Belo Horizonte
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de suspensão de atividades vigorarão enquanto perdurar o estado de calamidade causado pelo Coronavírus. Em 22/05/2020, decretou o retorno gradual dos seguintes estabelecimentos comerciais (desde que possuam acesso direto de pedestres ao logradouro público e atentem ao horário de funcionamento pré definido): (i) artigos de bomboniere e semelhantes; (ii) artigos de iluminação; (iii) artigos de cama, mesa e banho; (iv) utensílios, móveis e equipamentos domésticos, exceto eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo; (v) tecidos e armarinho; (vi) artigos de tapeçaria, cortinas e persianas; (vii) Produtos de limpeza e conservação; (viii) artigos de papelaria, livraria e fotográficos; (ix) brinquedos e artigos recreativos; (x) bicicletas e triciclos, peças e acessórios; (xi) cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal; (xii) Veículos automotores; (xiii) peças e acessórios para veículos automotores; (xiv) pneumáticos e câmaras-de-ar; (xv) comércio atacadista da cadeia de comércio varejista; (xvi) cabeleireiros, manicure e pedicure; (xvii) centros de comércio popular instituídos a qualquer tempo por Operações Urbanas visando a inclusão produtiva de camelôs, desde que localizados no Hipercentro ou em Venda Nova. Em 05/06/2020, decretou o retorno gradual estabelecimentos comerciais, desde que possuam acesso direto de pedestres ao logradouro público e atentem ao horário de funcionamento pré-definido.  Em 05/06/2020, alterou regras estabelecidas em 22/05/2020, para os setores durante abertura gradual: (i) artigos e equipamentos esportivos; (ii) artigos de uso pessoal, exceto vestuário e acessórios; (iii) artigos e alimentos para animais, exceto comércio varejista de animais vivos; (iv) artigos usados de atividades autorizadas a funcionar; (v) bebidas, exceto para consumo no local; (vi) tabacaria, exceto para consumo no local; (vii) embalagens em geral; (viii) instrumentos musicais e acessórios; (ix) lubrificantes; (x) objetos de arte e decoração; (xi) plantas e flores naturais; (xii) armas e munições. Em 24/07/2020, autorizou a realização de jogos de futebol profissional em estádios
Rio de Janeiro
Cidade: Rio de Janeiro
Fase: Amarela

Atividades Essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.

Flexibilização: As medidas de suspensão de atividades vigorarão enquanto perdurar o estado de calamidade causado pelo Coronavírus. Em 02/06/2020, instituiu o Comitê Estratégico para desenvolvimento, aprimoramento, e acompanhamento do Plano de Retomada, dividido em fases: Fase 1 (até 16/06): (i) lojas de móveis e decorações; (ii) concessionárias de automóveis; Fase 2 (de 17/06 a 02/07): (i) shoppings entre 12h e 20h, com restrições de movimentação e vagas limitadas no estacionamento; (ii) competições esportivas com portões fechados; Fase 3 (de 2/7 a 28/08) (i) bares e restaurantes abertos; (ii) academias; (iii) salões de beleza, tatuagem e estética ; (iv) salões de beleza instalados em shoppings centers. Em 26/06/2020, permitiu bares, restaurantes e lanchonetes a colocação de mesas e cadeiras em locais públicos, em caráter extraordinário.
São Paulo
Cidade: São Paulo
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de suspensão de atividades foram prorrogadas até 14/07/2020. Até o momento da elaboração desta publicação, não havia decreto estendendo o prazo dessas medidas. Adotou o Plano São Paulo de Reabertura instituído pelo Decreto Estadual nº 64.994 de 28/05/2020. Retomou o funcionamento das seguintes atividades: (i) concessionárias e revendedoras de veículos; (ii) escritórios de prestação de serviços; (iii) comércio de rua; (iv) imobiliárias; (v) shopping center; (vi) galerias comerciais ou centros de compra; (vii) treinamentos dos clubes de futebol integrantes da Série A1do Campeonato Paulista; (viii) clubes sociais e esportivos municipais; (ix) centro de treinamento paraolímpico; (x) bares, restaurantes e afins; (xi) salões de beleza, serviços de beleza, estéticos e afins. Em 10/07/2020, autorizou o funcionamento de academias de ginástica. 
O governo de São Paulo confirmou hoje a ampliação de seis para oito horas por dia do horário de funcionamento dos estabelecimentos de comércio e serviço já autorizados a reabrir em cidades na fase amarela no plano de reabertura gradual da economia
Regiões na fase laranja: Registro, Franca, Presidente Prudente, São José do Rio Preto, Marília, São João da Boa Vista.
Regiões na fase amarela: Araçatuba, Campinas, Taubaté, Sorocaba, Piracicaba, Bauru, Baixada Santista, Ribeirão Preto, Município de São Paulo, Sub-região Leste da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), Sub-região Sudeste da RMSP, Sub-região Sudoeste da RMSP, Sub-região Norte da RMSP, Sub-região Oeste da RMSP Araraquara, Barretos.
Região Sul
Paraná
Cidade: Curitiba
Fase: Laranja

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de suspensão de atividades vigorarão enquanto perdurar o estado de calamidade causado pelo Coronavírus. Em 02/06/2020, permitiu a concessão de licença para atividades na modalidade drive-in. Em 09/06/2020, implantou o Protocolo de Responsabilidade Sanitária e Social de Curitiba que define níveis de restrição de atividades, disponível neste link. Em 13/06/2020, decretou o retorno das seguintes atividades: (i) comércio de rua, das 10h às 16h; (ii) shopping center, de segunda a sexta-feira, das 12h às 20h; (iii) galerias e centros comerciais, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h; (iv) restaurantes e lanchonetes, todos os dias da semana, das 11h às 15h; (v) escritórios em geral, seis horas por dia; (vi) lojas de material de construção, de segunda a sexta, das 10h às 16h, e nos fins de semana, das 9h às 13h; (vii) hotéis e pousadas; (viii) call center e telemarketing (exceto os vinculados a serviços de saúde); (ix) drive in, com uma sessão de exibição por dia ou 3 horas de operação. Em 21/07/2020, atualizou medidas de restrição de serviços e atividades, enquanto durar a situação de Risco Médio de Alerta - Bandeira Laranja: SUSPENSÃO DE ATIVIDADES: (i) estabelecimentos destinados ao entretenimento; (ii) estabelecimentos destinados a eventos sociais; (iii) estabelecimentos destinados a feiras técnicas ou de varejo; mostras comerciais, congressos, convenções, entre outros eventos de interesse profissional, técnico ou científico; (iv) bares e atividades correlatas; (v) parques e praças esportivas; (v) atividades físicas aquáticas e práticas esportivas coletivas; (vi) atividade nos clubes sociais e desportivos e restringiu horário de funcionamento; RESTRIÇÃO DE HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: (i) atividades comerciais de rua nãoessenciais; (ii) atividades de prestação de serviços não essenciais; (iii) shopping centers; (iv) galerias e centros comerciais; (v) lojas de material de construção; (vi) comércio de produtos e alimentos para animais; (vii) feiras livres; (viii) restaurantes e lanchonetes; (ix) panificadoras, padarias e confeitarias; (x) comércio varejista de hortifrutigranjeiros, quitandas, mercearias, peixarias e açougues; (xi) mercados, supermercados e hipermercado; REDUÇÃO DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO: (i) hotéis e resorts; (ii) pousadas e hostels; (iii) serviços de call center e telemarketing
Rio Grande do Sul
Cidade: Porto Alegre
Fase: Amarela

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de suspensão de atividades foram prorrogadas até 06/07/2020. Até o momento da elaboração desta publicação, não havia decreto estendendo o prazo dessas medidas. Em 24/04/2020, autorizou as atividades de construção civil no intervalo compreendido entre 9h e 16h. Em 15/06/2020, retomou as seguintes atividades: (i) autônomos, microempreendedores individuais e microempresas e empresas de pequeno porte, que exerçam atividades comerciais; (ii) escritórios de advocacia; (iii) academias ou espaços privados para atividades físicas, mas com ocupação limitada; (iv) missas, cultos ou similares; (v) salões de beleza e barbearias. 
Em 10/08/2020, autorizou o funcionamento das seguintes atividades: (i) comércio; (ii) serviços; (iii) salões de beleza e barbearias; (iv) academias; (v) imobiliárias; (vi) bares, lanchonetes e similares; (vii) missas e cultos. Em 14/08/2020, determinou que os estabelecimentos comerciais, não enquadrados como essenciais, inclusive em centros comerciais e shoppings centers, ficam autorizados a funcionar somente de segunda à quinta-feira, das 10h às 17h.

Santa Catarina
Cidade: Florianópolis
Fase: Verde

Atividades essenciais: Armazéns, Bancas de jornal, Clínicas médicas, Drogarias, Empresas jornalísticas e de rádio fusão, Hospitais, Hotéis, Lavanderias e serviços de limpeza, Oficinas de veículos, Órgãos Públicos, Postos de combustíveis e derivados, Serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de bares, restaurantes e padarias, Serviços de segurança privada, Supermercados e congêneres, Transportadoras.
Flexibilização: As medidas de suspensão de atividades foram prorrogadas até 02/08/2020. Em 01/04/2020, iniciou processo gradual de abertura das seguintes atividades: (i) construção civil; (ii) industriais; (iii) profissionais liberais ou autônomos e consultórios e clínicas; (iv) oficinas mecânicas e concessionárias de veículo; (v) feiras e leilões bovinos; (vi) hotéis, pousadas, albergues e afins;(vii) restaurantes, bares, cafés, lanchonetes e afins; (viii) comércio de rua em geral; (ix) shoppings centers, centros comerciais e galerias; (ix) shoppings centers; (x) estabelecimentos que oferecem serviços. Relacionados à prática regular de exercícios físicos, como academias de ginástica, lutas, musculação, estúdios, danças, treinamentos funcionais, crossfit, natação, hidroginástica, hidroterapias; (xi) complexos e arenas esportivas. Em 10/07/2020, estabeleceu novas regras de funcionamento das seguintes atividades: (i) shoppings centers; (ii) galerias e centros comerciais; (iii) academias de ginástica; (iv) restaurantes, food parks, lanchonetes, cafeterias, pizzarias, bares, adegas e demais atividades correlatas; (v) padarias e confeitarias; (vi) prestação de serviços autônomos e por profissionais liberais; (vii) comércio em geral; (viii) lojas de conveniências de postos de combustíveis; (ix) hotéis, pousadas e similares; (x) igrejas, templos religiosos e afins; (xi) agências bancárias.

Autor(es)

  • Anderson Soares Diretor de Operações