Millennials: Mitos & Realidades

O estudo global Ipsos “Millennials: Mitos & Realidades”, realizado no Brasil e em 22 outros países, investigou o que é mito e o que é realidade sobre os nascidos entre 1981 e 1994.

Millennials: Mitos & Realidades

Autor(es)

  • Marcos Calliari Country Manager Ipsos no Brasil
Get in touch

 

“As características que definem Millennials são complexas e, muitas vezes, marcadas por estereótipos que nem sempre condizem com a realidade.

Como pesquisadores geracionais, acreditamos no poder das pesquisas e análises para ajudar a prever tendências futuras, mas isso não significa que queremos ou podemos explicar tudo como sendo diferenças geracionais”, afirma Marco Calliari, CEO da Ipsos.

O estudo global Ipsos “Millennials: Mitos & Realidades”, realizado no Brasil e em 22 outros países, investigou o que é mito e o que é realidade sobre os nascidos entre 1981 e 1994.

Seguem alguns exemplos sobre os Millennials brasileiros tirados da análise da pesquisa:

REALIDADE

Os Millennials passam mais tempo online

Verdade, os Millennials realmente passam muito mais tempo em atividades online, embora seja um erro dizer que eles estão mais conectados que as outras gerações (todas estão hiper conectadas hoje em dia). “Outra grande diferença em relação às outras gerações: eles não estão online apenas consumindo informações, mas também criando seu próprio conteúdo”, acrescenta Marcos.

mil1

MITOS

Os Millennials reclamam mais sobre serviços ou produtos ruins

Mito. Os Millennials reclamam muito, sim. Vão compartilhar sua má experiência com uma empresa em sites de queixas e desabafar no Facebook e no Twitter. Porém, os níveis de reclamação das demais gerações é praticamente o mesmo.

mil2

Os Millennials prestam menos atenção em anúncios e propagandas

Outro Mito. Aqui o que muda são as mídias e plataformas que atingem melhor os Millennials que os Baby Boomer, Geração X ou Z. Algumas, como o rádio, são até mais efetivas com os Millennials brasileiros comparado às demais gerações.

mil4

NEM VERDADE NEM MENTIRA

Os Millennials dependem mais das recomendações na hora de comprar

Sim. Os Millennials levam muito mais em conta recomendações na hora de comprar. 60% deles disseram ter seguido uma recomendação de compra recebida via redes sociais nos últimos 30 dias. Mas, diferentemente de outras gerações mais antigas, Millennials não dependem exclusivamente de recomendações boca-a-boca ou do que os amigos disseram. “Eles gostam de fazer suas próprias pesquisas antes de fazer suas escolhas. ”, comenta Marcos.

mil3

Confira mais dados sobre os Millennials brasileiros na apresentação abaixo!

Autor(es)

  • Marcos Calliari Country Manager Ipsos no Brasil