Aumento da importância dos valores individuais em tempo de Covid-19

Após várias semanas em isolamento, descubra o que está a mudar na forma como os cidadãos portugueses olham para si e para a sociedade.

A Covid-19 e o confinamento conduziram a uma forte necessidade de ajuste e adaptação. Consequentemente, novos valores e preocupações surgem agora na vida dos portugueses.

Quais os valores a que dão mais importância agora do que antes do início da crise pandémica?

Perante o contexto atual, o povo português tem-se mostrado solidário e disponível para ajudar o próximo. Várias ações de carácter social e de entreajuda foram criadas em Portugal nas últimas semanas. Embora os cidadãos revelem uma forte preocupação para com os outros, é perante este período de maior tensão, volatilidade e ansiedade que surge também uma tendência clara de preservação individual.  

Não obstante a importância da Solidariedade, que se destaca entre os valores mais macro e sociais, os cidadãos inquiridos revelam uma forte preocupação para com os valores mais micro e de carácter individual.

É neste plano individual que existem as maiores e novas “preocupações”. A Saúde Mental (48%), a Saúde Física (47%) e a Família (47%) lideram o ranking. Também a Amizade (36%) e o Voltar à Rotina (32%) são mais importantes do que antes. 

Num plano social, a Solidariedade (42%) domina e surge em 4º lugar no ranking total. Também a Segurança (38%) é agora um valor mais importante.

Valores macro e micro Coronavírus Portugal

 

Existem diferenças entre sexo ou estarão as mulheres e os homens igualmente preocupados?

As mulheres estão tendencialmente mais preocupadas que os homens. Dos principais valores referidos acima, as mulheres dão mais importância, com uma diferença significativa em relação aos homens, a valores como a Saúde Mental, a Segurança e o Voltar à rotina.

valores macro e micro por sexo

 

Quais as tendências por estratos etários?

Numa análise por faixas etárias, conclui-se:

  • Todos os indivíduos, do 18 aos 65 anos, dão muita importância à Saúde Mental.

  • Os mais novos (18 aos 34 anos) e os mais velhos (55 aos 65 anos) estão a dar mais importância à Saúde Física, numa altura em que os ginásios estão fechados e que o sedentarismo levanta outras preocupações.

  • Verifica-se uma clara tendência em relação ao valor Família neste período de pandemia. Ao longo da idade a família vai assumindo maior importância.

  • Os inquiridos com idade compreendida entre os 55 e os 65 anos destacam-se dos restantes estratos etários em valores como a Solidariedade, a Segurança e a Amizade.

  • Os mais jovens são aqueles que consideram agora mais importante “Voltar à rotina”.

valores macro e micro por estratos etários

 


Aceda aos outputs em Comunidade Covid-19 - Ipsos Apeme: O que tem mais importância agora do que antes?

Para mais informação sobre a Comunidade Covid-19, entre em contacto:

Susana Gonçalves: susana.goncalves@ipsos.com 

João Colimão: joao.colimao@ipsos.com 

Para mais informação e esclarecimentos para efeitos de comunicação, entre em contacto:

Cláudia Ventura: claudia.ventura@ipsos.com