Medição de Público Leitor  | Ipsos Apeme
Audience Measurement

Medição de Público Leitor

OUR SOLUTIONS
Compreender o comportamento dos leitores em meio editorial.

Ajudamos os editores de jornais, revistas e conteúdos na Internet a compreender a dimensão e o fluxo de leitores entre diferentes títulos e plataformas. Esta informação apoia processos de decisão sobre a melhor maneira de maximizar as audiências com base em conteúdos atraentes e de promover conteúdos específicos dirigidos a leitores de elevado valor comercial. Esta informação é igualmente usada para negociar inventários de publicidade entre empresas de comunicação e agências de comunicação que fazem aquisições em representação de operadores de mercado.

A Ipsos utiliza diferentes métodos de medição do público leitor de jornais e revistas em mais de 40 países em todo o mundo – mais do que qualquer outra empresa. De um modo geral, recrutamos amostras representativas de adultos (utilizando metodologia presencial ou telefónica) e convidamo-los a participar em estudos de 25 a 35 minutos sobre os seus hábitos de leitura em vários títulos e plataformas.

Pensando nos públicos que são demasiado reduzidos para poderem ser captados através de inquéritos nacionais, a Ipsos desenvolveu uma abordagem de modelização específica concebida em torno de dados sobre tiragens e censos em conjunto com outros contributos. Isto permite fazer estimativas de audiência fiáveis mesmo para os jornais de dimensão mais reduzida.

Com vista a recolher informação sobre o número total de leitores de um determinado editor (incluindo públicos das versões impressa, online e em dispositivos móveis), criámos uma abordagem inovadora para um cliente no Reino Unido. Para tal, foi pedido aos participantes que instalassem um software nos dispositivos que utilizavam para aceder a conteúdos de jornais e revistas depois de responderem às habituais entrevistas realizadas com públicos leitores. Isto permitiu-nos identificar quando e com que frequência os participantes nos nossos inquéritos acedem a páginas Internet ou aplicativos de editoras, e saber, antecipadamente, quais os títulos impressos que afirmavam terem lido. O conhecimento da duplicação de públicos entre diferentes plataformas permitiu-nos fazer projeções para a totalidade da população. Uma vez mais, esta abordagem encontra-se atualmente disponível para ser aplicada noutros países.

Os inquéritos sobre leitores continuam a ser aplicados com recurso sobretudo a metodologias presenciais e baseadas em probabilidades, fornecendo informações de grande qualidade embora, por vezes, com custos significativos. A Ipsos está a trabalhar para moderar o custo dos estudos testando métodos de recolha de informação pela Internet e até o recrutamento e recolha de informação a partir de painéis de consumidores online. Além disso, em diversos países, está a ser ponderada a possibilidade de trabalhar com outros sistemas de medição de media.